[Resenhando-SP] Solstício das Deusas

 por Natane Circe


No dia 06 de dezembro de 2015 aconteceu o evento "Solstício das Deusas" em Várzea Paulista - SP. Organizado pela encantadora Gilmara Cruz, com o apoio do Conselho Municipal da Cultura de Várzea. Um evento de muita magia e conexão feminina. Com a participação das bailarinas Liana Matos, Natália Espinosa, Juliana Santos, Natane Circe, Nanda Nayad, Andréa Elektra e suas alunas, Gilmara Cruz e suas aluna e a derbakista Nanda Rodrigues. 

Juntas celebramos adiantado o Solstício de Verão, acompanhadas do Deus Sol. E a energia das nossas Deusas foi linda de se ver. Pode ter começado um pouco tímido, mas não muito tempo depois o Deus Sol acalorou nossa noite, mesmo com a chuva forte lá fora. Tivemos a oportunidade de rever amigas e conhecer novas. E eu garanto o tamanho orgulho que senti em fazer parte do nosso mundo tribal. 

Devo reconhecer também o carinho e esforço de Gilmara de colocar tudo em seu devido lugar, para que o evento aconteça. Sempre nos deixando cientes do que se passava antes do momento chegar. E chegou lindamente. 

O show começou com uma homenagem ao Deus Sol, com um ritual do fogo, com apresentação de Gilmara e suas alunas, com a participação de Liana Matos


Liana Matos, Gilmara Cruz, Nanda Nayad, Inaura Ferreira, Viviane Andrade



A próxima apresentação foi do grupo de Andréa Elektra, com uma performance com pitadas burlescas e nuances um tanto apimentadas. Uma graça de se ver.


Andréa Elektra, Paty Thomaz, Ana Bea, Tati Nanni








As alunas iniciantes de Gilmara Cruz entraram logo depois, com a coreografia Tribal Nomad.


Inaura Ferreira e Viviane Andrade


A parceria da derbakista Nanda Rodrigues e Juliana Santos foi perfeita, existia sintonia entre as duas e executaram suas respectivas técnicas com perfeição. É sempre gostoso ver uma percussão ao vivo em ação, e elas não deixaram nada a desejar. Foi poderoso!




Nanda Nayad chegou ao palco com muito mistério e sensualidade. Mascarada dançou a versão instrumental da música "Love Me Like You Do".




Autumn Nightmares foi logo depois. Natália Espinosa detonou, figurino, técnica, diversidade de passos, uso do palco. Se foi lindo de trás da cortina, deve ter sido perfeito para o público.




Andréa Elektra subiu ao palco mais uma vez acompanhada, só que dessa vez ela deu o troco depois de anos de abuso do marido. Bom, pelo menos é o que a coreografia "Venom" contou. E contou muito bem contado. Um show de teatralidade.



"Uma sombra errante" por mim, tratou-se de um luto àqueles sem quem a dar adeus. 

Desde a primeira vez que ouvi a música "In the River" por A Hawk and a Hacksaw, sabia que teria que dança-la. Aproveitando o convite de Gilmara, pude trabalhar com essa lindeza de música.




A dança do ventre estava perfeitamente representada por Liana Matos.  Leve como uma pluma, linda demais. Dançou um improviso lindo com uma música clássica.




Com "Immortality" Juliana Santos foi novamente ao palco. Quanta técnica!! Foi um solo hipnotizador. 




E mais uma vez Natália Espinosa arrasou no palco com "Elastic Heart". Foi um solo poderoso e arrepiou todos os cabelinhos da nuca, mesmo eu que não pude ver ao vivo, vendo o vídeo depois, senti na pele.





Nossa anfitriã tomou sua vez com o misterioso solo "Entombed in Feeling". Gilmara consegue passar um misticismo de longe, em sua dança ele transborda. Desde quando eu cheguei ela estava a mil com os preparativos, imagino a dificuldade que foi chegar até aquele momento e a satisfação de tudo ter dado certo.




Finalizamos com ATS® formado por Natália Espinosa, Andréa Elektra, Juliana Santos e eu, Natane Circe. Aproveitando a oportunidade e agradecendo o sentimento de tribo das queridas irmãs em sintonizar com a minha falta de prática em grupo. Namastê, lindonas!




Enfim finalizamos o evento com muitos sorrisos, sororidade, carinho, respeito e amor pela dança. Foi realmente um Solstício de Deusas. Parabéns a todas que se apresentaram. Os meus agradecimentos a Gilmara pelo convite e por proporcionar esse encontro. Valeu a pena a volta embaixo da chuva. 






Os vídeos das danças estão disponíveis no link: 
https://www.youtube.com/channel/UCgaBzTjRilT-lRsn7z4JT1A/videos
        







[Resenhando-PR] II Encontro de Folk & Metal PR

por Aerith




O II Encontro de Folk & Metal PR foi realizado no dia 29 de novembro. Tivemos alguns percalços que gostaria de mencionar para aqueles que não estiveram acompanhando no grupo do evento [início do blá blá blá]. Geralmente colocamos à disposição do público a votação do local. Contudo, infelizmente, o local escolhido pela votação havia restrições mencionadas pela responsável do local ao contactarmos a mesma. Diante disso, tentamos outros parques que tivessem local coberto, mas, diante da burocracia enfrentada  após enviarmos todo o projeto, decidimos retomar ao local do primeiro encontro, no Parque Barigui. Infelizmente, a previsão do tempo deu uma guinada brusca de uma semana para outra, mostrando que enfrentaríamos uma semana de chuvas, cuja umidade prejudicaria o solo e, consequentemente, a realização das atividades propostas.


A gralha azul, logo oficial dos Encontros do Paraná, produzida por Yuri Morais  | Foto de Jeisy Guzzoni


Diante do quadro apresentado anteriormente, decidimos, faltando uma semana para a realização do Encontro, mudar o local mais uma vez. O local precisou ser mudado não só em Curitiba, mas no Encontro do Rio de Janeiro, organizado pela Jackie Alves. Acreditamos que mudar o local seja menos prejudicial do que mudar a data. Como comentado no grupo, nossas justificativas para a mudança do local foram as seguintes:

Foto de Pablo  Ortiz
- muitos já tinham compromissos marcados para as semanas seguintes;
- havia participantes e convidados de outros estados (alguns fora da Região Sul) que já confirmaram presença e compraram passagem de avião;
- as festas de final de ano já se aproximavam e muitos viajariam pelo menos em dezembro e janeiro;
- de dezembro até final de março são épocas de chuvas no Brasil, então não adianta fazermos Encontros no parque nesse período;
- mesmo que fizesse sol no dia, o parque estará úmido e com poças de água por causa das chuvas que precipitaram ao longo da semana, prejudicando a realização das atividades propostas pelo Encontro.

Caracterização | Foto de Carla Lorentz
Assim, contactamos o Luis FitzPatrick, fundador do Gaiteiros de Lume e apoiador do Encontro desde sua primeira edição em Curitiba. Luis recentemente havia aberto o FitzPatrick's Pub e o pub tinha todo arquétipo e energia que o Encontro precisaria para acontecer. Por mais que o local fosse pequeno, Viviane e o Luis abriram as portas do pub para acolher o nosso Encontro para que este não fosse prejudicado por causa das chuvas e não fosse cobrada nenhuma entrada, mantendo a gratuidade do Encontro, já que o mesmo tem o tom informal de um encontro e  é baseado nas contribuições artísticas de seus participantes. Além disso, acreditamos que quem faz o Encontro não é o lugar em si, mas as pessoas que apoiam e que fazem dele especial. É com esse sentimento que continuamos e estivemos engajados nessa proposta.[fim do blá blá blá]

Em nossa primeira edição tivemos a margem de 70 participantes. Nesta segunda edição o Encontro não dobrou, mas quintuplicou, alcançando 350 pessoas circulantes(lembrando que este número não são de pessoas que permaneceram no recinto, como alguns estavam entendendo). 

Expositores | Foto de Carla Lorentz
O Encontro começou às 11h e muitos foram pontuais, já empunhando suas canecas de chopp! Ao entrarmos no pub, a atmosfera do ambienta já nos transmutavam para uma realidade de fantasias ao se deparar com caracterizações fantásticas("Esse povo não sabe brincar!") e ao adentrar na ala dos expositores, com itens, produtos, equipamentos e acessórios que qualquer char gostaria de adquirir. Além dos desenhistas esboçando em seus papéis um mundo mágico que gerava naquele local de fantasias.

Nossa primeira atividade seria a oficina de "Roda Medieval" com Bety Damballah, contudo, por problemas técnicos de incompatibilidade dos aparelhos de som e as músicas gravadas no pen drive,decidimos remanejar a oficina para o final do dia. Todavia, a Bety teve uma emergência de última hora e não pode dar continuidade à oficina e também a sua participação no Improviso Tribal. Apesar do ocorrido, a oficina será realizada na próxima edição do Encontro.


Oficina de Maquiagem | Foto de Estela Z.


A seguir, Ana Schlosser e Giovana Mathos, membros e organizadores do Picnic Vitoriano de Curitiba, e nosso apoiador desde a primeira edição, ministrariam a palestra sobre "Strega Fashion" e, logo em seguida, a oficina de "Maquiagem : fauna, flora e seres da floresta". Contudo, tivemos o mesmo problema de incompatibilidade de arquivos para a palestra e decidimos remanejá-la para a próxima edição do Encontro. Desta forma, demos continuidade com a oficina de maquiagem artística que, inicialmente, suas participantes mostraram-se tímidos, mas,  ao longo do Encontro, foram mostrando o entusiasmo pela proposta, recebendo dicas de maquiagem de Aninha e Giovana, que estiveram acompanhando e ajudando solicitamente a todas interessadas.


Vielas de Roda | Foto de Estela Z.


Este ano, decidimos realizar o II Encontro de Folk & Metal PR  com o II Encontro Nacional de Vielas de Roda (leia o texto sobre os encontros no blog do Rique, clicando aqui!), organizado pelo Rique Meirelles, autor do blog " A Viela de Roda no Brasil" e membro da banda Café Irlanda, e Raine Holtz, musicista do projeto solo Through Waves. Desta maneira, surgiu a temática do segundo Encontro em homenagem ao hurdy gurdy ou viela de roda, instrumento que vem conquistando mais adeptos no Brasil tanto por causa das bandas de folk e folk metal, quanto por ser um instrumento com uma estética, som e engenhosidade peculiar. Então, ao palco, subiram Raine Holtz (PR), Gabriel Inague (PR) e Rique Meirelles (RJ) para a palestra sobre " Viela de Roda no Brasil", dando-nos um parâmetro geral sobre a história e funcionalidade do instrumento, além de tocarem lindas composições, algumas delas de autoria dos próprios músicos-palestrantes.


Luciana e Je Suis Marliz Chio | Foto de Estela Z.


Em seguida, Luciana do Rocio Mallon apresentou sua performance "Lendas, Repentes e Danças", pedindo palavras aleatórias ao público para formulação de poesias, contando lendas urbanas de Curitiba e, depois, dançando em conjunto com Je Suis de Marlis Chio de forma bem animada.

A atividade anunciada foi a palestra com Gabriel Bueno com o tema " Aspectos Históricos, Culturais e Religiosos do Povo Viking", dando-nos um maior conhecimentos sobre vários aspectos da cultura nórdica-pagã.


Combate Viking | Foto de Franco Mazzali - acervo do Clã Skjaldborg


A seguir, foi realizado o "Combate Viking" pelo Clã Skjaldborg.  Em função do espaço, o clã decidiu realizar a apresentação do lado externo. O Combate Viking contou com o combate,  parede de escudos e o bônus com o meu filho Isaac numa encenação improvisada.

Anunciado pelo Semihazah ao microfone no pub e também do lado de fora, indo a várias rodinhas, a sequência da programação foi continuada pela palestra com Bruno de Almeida, representante do Folkkr Fólkvangs. Infelizmente a palestra não se desenvolveu como esperado pela dificuldade em se comunicar com os participantes no local. Algumas sugestões foram partilhadas pelos organizadores da palestra e estaremos levando em consideração para as melhorias necessárias nesse quesito.


Bruno de Almeida e Yara Bertoldi do Folkkr Fólkvangs | Foto de Carla Lorentz


A palestra sobre o "Cão Lobo Tchecoslovaco" foi cancelada de última hora (para quem não se lembra do aviso que está no flyer: "A programação pode ser alterada sem aviso prévio!"), pois a palestrante enfrentou dificuldades com o transporte dos animais e, respeitando o bem estar dos mesmos, não poderia expô-los ao estresse que locais fechados acabam proporcionando em um período longo. Estivemos com a Jéssica desde o início do Encontro tentando maneiras de trazer os cães, mas, infelizmente, não conseguimos um novo transporte. Assim, estaremos remanejando a palestra para o próximo Encontro. 


Improviso Tribal | Foto de Estela Z.



Em seguida, tivemos o Improviso Tribal, atividade entre os músicos da casa, Gaiteiros de Lume, e bailarinas da cidade eu (Aerith), Mariáh Voltaire, Lua Arasaki, Rosa Carina e Bia (Grupo Taksim), e as bailarinas  Gabriela Miranda (RS) e Yoli Mendez (SP) em uma confraternização entre artes para celebrar e deixar o Encontro em clima de festa! 


Roda de Músicos com Luis FitzPatrick' e Raoni Paes | Foto de Fábio Izidoro


A Roda de Músicos aconteceu  ao longo do Encontro, tanto dentro quanto fora do pub, pelos vielistas presentes, membros do Gaiteiros de Lume, Jornada Ancestral e alguns músicos que surgiram ao longo do dia.

Sob liderança do instrutor Helder Chin, tivemos a participação do grupo de tameshigiri, Raijin Budo. Helder deu uma breve introdução à arte de cortes com katanas (espadas reais japonesas) e, posteriormente, a demonstração do grupo. A atividade foi bem recebida pelo público que também pôde interagir participando sob orientação do instrutor.


Helder Chin e Raijin Budo | Foto de Estela Z.


Encerrando o Encontro tivemos a divulgação das premiações das caracterizações com a participação da Amanda Haitmann, representando o Medieval SC e Culture World, apoiadores e parceiros do segundo Encontro! Cada avaliador esteve observando e anotando em sua ficha cada caracterização que chamou a atenção dos mesmos. Lembrando que, a ideia da premiação é incentivar que os participantes venham caracterizados e façam parte desse universo, ajudando ainda mais a trazer uma ambientação de um mundo de fantasias em que vários povos se encontrem em uma grande confraternização. Realmente foi muito difícil escolher as caracterizações que se destacaram, pois muitas nos deixaram de boca aberta pela dedicação e detalhe. Para a edição seguinte, estamos pensando em algumas mudanças, como um momento no meio do Encontro (já que tanto os avaliadores com participantes tiveram que ir embora antes); e quem quiser participar de fato da premiação, mostrar seu personagem, contar um pouco sobre sua estória, falar sobre o processo de customização, mostrando os acessórios e materiais utilizados. Acreditamos que, assim, podemos melhor valorizar cada caracterização e fazer uma avaliação mais precisa.

Mas vamos aos premiados!

 Camponeses presenteado por  Pamela Dias - Carla Lorentz




Carla Lorentz - Foto de Estela Z.


. Guerreiros presenteado por Castro Cutelaria - Maya Lopes



Maya - Foto de Estela Z( em breve foto oficial da premiação)


. Kid Quest presenteado por Empório de Elixires - Dimitri 




Dimitri - Foto de Estela Z.


. Magos, bruxas e feiticeiros presenteado por Receitas da Bruxa- Luciano Maciel




Luciano Maciel - Foto de Luciano Maciel ( em breve foto oficial da premiação)



. Nobreza presenteado por Stonehenge Empório - Bianca



Bianca - Foto de Estela Z. ( em breve foto oficial da premiação)



. Piratas, ladinos e afins presenteado por Taberna da Arte - Nany Rosa




Nany Rosa - Foto de Estela Z.


. Seres da Floresta e Mitológicos presenteado por Toca PR - Claudia Caligari




Claudia Caligari - Foto de Estela Z. ( em breve foto oficial da premiação)


. Strega Fashion presenteado por Luna's Yard - Amy Gardien




Amy Gardien - Foto de Fábio Izidoro ( em breve foto oficial da premiação)


. Caracterização de Destaque presenteado por Estela Z.- Maya Lopes que passou o prêmio adiante. Então o premiado presente foi o Luciano Maciel.




. Sorteio presenteado por Luzia Rocha - Guilherme



Guilherme - Foto de Fábio Izidoro ( em breve foto oficial da premiação)

Além do Culture World que esteve cobrindo o Encontro como divulgador oficial, tivemos a presença das equipes dos canais do Youtube Cap'ncouch e Papo de Bro com matérias exclusivas, cada qual com sua identidade. Confira abaixo:




Para encerrar essa resenha. gostaria de deixar o teaser do II Encontro de Folk & Metal PR elaborado pelo Édipo Wilkiański e Carla Lorentz que conseguiram captar a essência dos Encontros: alegria, confraternização, amizade e festa! 



Nossa Equipe do II Encontro de Folk & Metal PR que esteve operante:







Coordenadora de dança e assuntos gerais (palestra, oficina, etc).



Coordenador dos Expositores.



[Estela Z./Leanan Sidhe]

Coordenadora de Fotografia.




Coordenadora de Caracterização.




Coordenador de desenhistas, decoração e afins.


Coordenador dos Músicos e Anunciante das atrações do Encontro.


Gratidão a todos que fizeram parte do nosso Encontro e, com toda certeza, foram fundamentais para que ele acontecesse!

Se você participou do segundo encontro,  não deixe de registrar sua opinião através do nosso formulário (clique aqui), pois, somente assim, saberemos o quê e como melhorar, tornando-o mais abrangente. 



Conheça mais sobre a Aliança Folk & Metal Brasil:



Todas as fotos do Encontro:




Created with flickr slideshow.

- Agradecimentos a todos que participaram do encontro:
https://goo.gl/oCOIjj

-Resenha Oficial do primeiro Encontro:
http://goo.gl/9dftVU

- Resenha realizada pelo Culture World (SC):
| 1ª Edição | 2ª Edição |

Tumblr | Fan Page | Grupo PR | Grupo Aliança Folk & Metal BR | Youtube

[Resenhando-RO] Tribal Fusion na Região Norte

por Esther Demoneah

Aconteceu dia 10/12/2015, na cidade de Porto Velho no estado de Rondônia, o espetáculo de danças da Academia Berenice Simão. Fui convidada pela professora e coreógrafa Valéria Carvalho, que ministra aulas de dança do ventre nesse espaço, para mostrar um pouco do que estou estudando sobre o Tribal Fusion.


Para este evento, preparei uma apresentação de metal fusion, mostrando um pouco do que tenho estudado e praticado. Escolhi uma música que gosto muito, de uma banda da Grécia chamada Rotting Christ.


Estudando, pesquisando e sempre me esforçando muito, espero alcançar muitos resultados positivos no meu trabalho e ajudar a difundir esta arte na minha região.



Agradeço imensamente às professoras, coreógrafas e dançarinas; à Berenice Simão e à Valéria Carvalho pelo convite e pela satisfação de compartilhar um pouco do que venho aprendendo. Aproveito também para dar os parabéns pela iniciativa, pois é assim que vemos a nossa cidade e os nossos artistas em geral sendo valorizados.


Berenice Simão é professora há mais de 20 anos. Uma das fundadoras da Fundação Cultural da Cidade de Porto Velho. Trabalha com estilos variados de dança ministrando aulas de: balé, jazz, sapateado, dança afro, dança de salão e dança flamenca.












LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...